Quem somos


Irene matsuda

Cocriadora do minato-cotonoha.com

 

Nascida em 1959, São Paulo.

Formada pela FFLCH-USP Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

O estudo da língua japonesa começou em 1989 e o aprendizado dessa nova língua foi a chave para poder imergir no mundo de seus ancestrais. O inquietante fascínio pela Cultura e NATUREZA japonesa (principalmente pelas aves)

é que impulsiona o

《minato-cotonoha.com》.

Paulo MATSUDA

Diretor administrativo da Matsuda Rinsan 松田林産

 

Nascida em 1957, Yokohama.

Formada pela Nōdai 東京農業大学 Universidade de Agricultura de Tóquio, na área de engenharia florestal 林学科.

Pesquisador de bambu"taquê" 竹  por paixão. 

Conheceu o Brasil, a Amazônia em 1982 e como engenheiro florestal trabalhou nas Filipinas no período de 1985 a 1987. 

 

言之葉の森 

Cotonoha no mori

(textos em japonês)

 


水門・言之葉

Minato-Cotonoha 

 [minato 水門 | porto]  

 [cotonoha 言之葉 | palavra ]

 

Este website tem como meta principal

difundir a língua e a cultura japonesa.

  



水門 ou 港  minato 

Atualmente o uso mais frequente para "porto" é

o kanji minato.

 

A palavra "minato" tendo o significado de 

"local apropriado para o navio aportar com segurança,

seja em uma baía ou canal", 

a sua origem vem de

 

水 の 門

[Mi]             [To]

água          portão

 

Tanto no 古事記 kojiki  *1  como no 日本書紀 nihon-shoki  *2 

a forma utilizada é

水 門

[mi] [na] [to]

 

[na] partícula de ligação igual a [の no]

 

 *1 古事記 kojiki  livro mais antigo sobre a história do Japão antigo (712)

 

  *2 日本書紀 nihon-shoki  é o segundo livro mais antigo sobre a história do Japão (720)

 

Bibliografia de apoio :

語源辞典  講談社 gogen jiten

 Dicionário de etimologia -  Editora Kōdansha